Mercado Imobiliário

O essencial para entender sobre Realidade Virtual no mercado imobiliário

Confira como a Realidade Virtual pode ser aplicada no segmento de imóveis e aproveitada para otimizar a jornada de compra dos seus clientes!

A Realidade Virtual (RV) é uma tecnologia que está sendo explorada por diversos segmentos. O mercado imobiliário já escuta sobre essa inovação há um tempo, mas de que forma ela pode impactar o segmento? Como andam as aplicações da Realidade Virtual no setor de imóveis?

Conceito de Realidade Virtual

Antes de falar como a Realidade Virtual está ajudando o mercado imobiliário, é necessário explicar o conceito dessa inovação. A RV é uma tecnologia de interface com potencial de enganar os sentidos de um usuário. Ela utiliza elementos capazes de formar um ambiente virtual, gerado a partir de um sistema computacional.

Ou seja, a Realidade Virtual consegue “transportar” uma pessoa do ambiente físico no qual ela se encontra, para um ambiente virtual simulado. Pode ser um imóvel, um barco no meio do mar, uma festa ou mesmo uma trilha na floresta. Para que isso aconteça, as empresas de tecnologia estão apostando em óculos de Realidade Virtual. Ao usar os aparelhos, a pessoa automaticamente já se sente em outro ambiente.

Foto de óculos de realidade virtual
Foto de óculos de realidade virtual

Diferença entre Realidade Virtual e Realidade Aumentada (RA)

É importante não confundir Realidade Virtual com Realidade Aumentada. As duas podem facilitar a rotina do mercado imobiliário, eventualmente se tangem, mas são diferentes. Enquanto a Virtual simula outro ambiente, a Aumentada usa um dispositivo virtual para simular um cenário no ambiente real. É o meio termo entre ambiente físico e digital.

Um bom exemplo de realidade aumentada é o jogo Pokémon GO
Um bom exemplo de Realidade Aumentada é o jogo Pokémon GO

No universo do entretenimento, um exemplo de Realidade Virtual é o filme Avatar. Nele, o personagem principal precisa entrar em uma máquina para se fazer presente em outro ambiente. É como se o corpo dele fosse, de fato, o do ser nativo da lua que os humanos estavam explorando. A RV pode ser definida como o extremo, onde você está totalmente conectado em outra dimensão.

Principais aplicações da tecnologia no setor imobiliário

No mercado imobiliário, a Realidade Virtual já é aplicada com o objetivo de otimizar o processo de vendas. A tecnologia consegue tornar mais eficiente a experiência do consumidor em algumas etapas da jornada, até a compra do imóvel. De que forma?

1 – Simulando uma visita em um imóvel

De onde estiver, uma pessoa pode simular uma visita ao imóvel. Sendo assim, tanto o cliente quanto o corretor de imóveis ganham mais tempo, evitando se deslocar. E, antes que você pense que ninguém vai ter dispositivos para visitar imóveis usando a Realidade Virtual, uma projeção da Digi-Capital, empresa de dados do Vale do Silício, mostra que, em 5 anos, estima-se que teremos de 600 a 700 milhões de dispositivos de RV em uso pelo mundo.

Aplicação da Realidade Virtual no mercado de imóveis

2 – Simulando decoração de ambientes

Da mesma que forma que o cliente consegue visitar um imóvel, ele também pode vivenciar a simulação de um ambiente decorado. Dessa forma, a pessoa já consegue identificar se aquele imóvel vai conseguir proporcionar a vida que ela deseja.

3 – Aumentando a velocidade de vendas

Um dos motivos que torna o processo de vendas mais lento é a dúvida. Após visitar imóveis mais rapidamente (sem precisar se deslocar) e simular como ficarão os ambientes da nova casa, as negociações acontecerão mais rápido. Essa dúvida do cliente, portanto, será menor, pois essa tecnologia vai ajudá-lo a saber se o produto é ideal para ele.

Você já usa a Realidade Virtual no seu trabalho? Conta para a gente nos comentários como tem sido a experiência!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *