Mercado Imobiliário

Preços de imóveis residenciais seguem abaixo da inflação em julho, diz FipeZAP

No primeiro semestre do ano, o Índice FipeZAP registra crescimento acumulado de 1,38%

De acordo com o índice FipeZAP Ampliado divulgado nesta quarta-feira, o preço anunciado para venda dos imóveis em 20 cidades brasileiras subiu abaixo da inflação pelo sétimo mês seguido em julho. Em 12 meses, os valores tiveram aumento nominal de 4,03%. Foi a sétima vez consecutiva em que a variação foi menor do que a inflação nessa base de comparação, configurando novamente queda real de preços.

Os dois municípios que apresentaram os menores preços foram Contagem (R$ 3.550) e Goiânia (R$ 4.162)
Goiânia apresentou um dos menores preços do metros quadrado (R$ 4.183)

O comportamento dos preços tem sido influenciado pela restrição do crédito imobiliário, queda da renda e aumento do desemprego, com impacto sobre os estoques e os cancelamentos de vendas das incorporadoras.

No acumulado do ano, o Índice FipeZAP registra um crescimento em 2015 de 1,51%, enquanto a inflação esperada para o IPCA (IBGE) no mesmo período é de 6,79%. Dessa maneira, o preço médio anunciado do m² ampliou sua queda real para 4,94% em 2015. Com exceção de Florianópolis, todas as outras cidades que compõem o Índice FipeZAP registraram variações menores do que a inflação, sendo que Niterói, Brasília e Curitiba tiveram queda nominal nesse mesmo período.

O valor anunciado do m² médio das 20 cidades em julho de 2015 foi de R$ 7.614. A cidade com o m² mais caro continua sendo o Rio de Janeiro (R$ 10.631), seguida por São Paulo (R$ 8.602). Os dois municípios que apresentaram os menores preços foram Contagem (R$ 3.568) e Goiânia (R$ 4.183).

Indica_FipeZAPJulho_Preco_medionbspm2nbspanunciado_por_cidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *