Dicas para Corretor

Geração Y busca velocidade e praticidade em seu dia a dia

Público entre 20 e 35 anos é o que mais faz buscas de imóveis pela internet

A geração Y ou Millenials, como também são conhecidos os nascidos entre  1980 e 2000, faz parte do público que mais pesquisa imóveis na internet. Mas a busca só será convertida em compra ou locação se o corretor tiver velocidade.

Essa é a palavra que melhor define esse público e o que procuram: agilidade em respostas, um imóvel bem localizado, que garanta locomoção sem perder tempo e que tenha serviços agregados para facilitar o dia a dia.

De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Corretores de Imóveis (Fenaci), Joaquim Ribeiro, é fundamental que o profissional tenha uma abordagem diferente ao tratar com as distintas gerações. 
“Não se pode tratar todos da mesma forma. O corretor de imóveis, que tende cada vez mais a conhecer um pouco de tudo, precisa estar atento a estes detalhes. A geração Y, por exemplo, tem como característica básica viver em grandes centros urbanos e casar mais tarde”, destaca.

Público entre 20 e 35 anos é o que mais faz buscas de imóveis pela internet (Foto: Shutterstock)
Ribeiro ressalta, ainda, alguns estudos que apontam que esse público é o que mais procura imóveis na internet.  “Tanto é que a National Association of Reltors (NAR), entidade norte-americana que congrega mais de 1 milhão de profissionais voltados à corretagem imobiliária, criou um manual para auxiliar os profissionais a entenderem os potenciais compradores que integram esse grupo”.

Para o presidente da Fenaci, o corretor de imóveis tem que estar totalmente inserido na era digital. “No caso da geração Y, não basta saber que são pessoas na faixa entre 20 e 35 anos. Há que se atentar para o fato de o on-line ser o principal meio de se comunicar com esse público, pois seus integrantes permanecem conectados o tempo todo”.

Gerente de vendas da Amagai Imóveis, de Jacareí (SP), Henrique Arantes diz trabalhar essa situação constantemente com os corretores ao cobrar agilidade nas respostas. “É um público muito conectado e que deseja respostas rápidas. Geralmente manda questionamentos a diversas imobiliárias”.

Arantes, no entanto, destaca que um bom profissional deve ser ágil no retorno, mas também precisa mostrar como funciona uma negociação. “Podem comprar por impulso e precisamos nos eximir de qualquer problema futuro. Sempre realizamos reuniões antes de fechar a venda”.

Alugar ou comprar?

Ribeiro explica que muitos dessa geração Y também estão inseridos na “geração canguru”, um público de 25 a 34 anos que ainda mora com os pais. “Os motivos são vários, segundo os especialistas: mais anos dedicados aos estudos, casamentos mais tardios, o custo alto de vida nas grandes cidades, fatores emocionais e econômicos”, diz o presidente da Fenaci.
 
Por conta disso, a locação tem sido um atrativo para esse público. Uma recente pesquisa realizada pelo ZAP aponta que 35% dos jovens solteiros acabam optando por morar de aluguel.

“Os corretores de imóveis terão de estar preparados para atrair esse público na hora em que o setor imobiliário venha a retomar o seu crescimento, com imóveis para todos os bolsos”, destaca Ribeiro.

Essa realidade da locação é sentida em por Antonio Amaral, dono da Amaral Imóveis, de Capinas (SP). “É um público mais voltado para a locação e bastante dinâmico, pois já chega a nós sabendo o que quer”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *