Mercado Imobiliário

FipeZAP Comercial: queda de 0,22% no preço de locação

Apesar da queda no preço de locação, o mês de fevereiro apontou alta no preço médio de venda para imóveis comerciais (+0,21%)

De acordo com o índice FipeZAP Comercial, que observa o preço médio de salas e conjuntos comerciais (até 200 m²) em 4 municípios brasileiros, o preço médio da venda apresentou alta de +0,21% em fevereiro.

Por outro lado, o valor médio de locação caiu -0,22% no mesmo mês. O preço médio de venda superou a inflação acumulada pelo IPCA (0,61%) nos dois primeiros meses do ano, impulsionado pelo avanço nos preços nos preços no seguintes locais: Rio de Janeiro (+1,04%), São Paulo (+0,99%) e em Porto Alegre (+0,26%).

+ Faça seu cadastro no ZAP Pro e receba as novidades!

+Confira o preço de venda de imóveis residenciais em fevereiro/2018

Por outro lado, o preço médio de locação acumula queda de 0,32%, influenciado, sobretudo, pela variação negativa no preço de aluguel comercial no Rio de Janeiro (-2,20%).  Já nos últimos 12 meses, o Índice FipeZap Comercial aponta queda nominal de 2,87% e 3,54%, respectivamente, nos preços de venda e locação de conjuntos e salas comerciais.

 

FipeZAP-Comercial-queda-de-022-no-preço-de-locação1
São Paulo (Foto: Shutterstock)

O investimento em imóveis comerciais tem oferecido um retorno médio inferior ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI) desde 2014 – diferencial que se acentuou a partir de 2015. Nos últimos 12 meses, o CDI apresentou uma rentabilidade média de 8,8%, enquanto os proprietários de imóveis comerciais obtiveram um retorno médio de 2,1% – percentual que inclui a renda média do aluguel e a valorização dos ativos.

 

Em fevereiro de 2018, o valor médio do m² anunciado nos municípios monitorados foi de R$ 9.706 no caso de imóveis comerciais à venda, e R$ 40,25, no caso de imóveis para locação. Rio de Janeiro se manteve no topo do ranking de venda, com o preço mais caro por m² (R$ 10.639/m² ), enquanto São Paulo permanece com o maior preço médio de locação (R$ 43,48/m²), além de oferecer a maior taxa de rentabilidade do aluguel comercial entre as cidades monitoradas, com retorno anualizado de 5,5%.

+ Saiba como a matemática financeira pode ajudar nas vendas

+ Conheça 3 mitos sobre as redes sociais que corretores ainda acreditam

+Veja dicas de como passar feedbacks para sua equipe

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *