Mercado Imobiliário

Financiamento imobiliário – tire as dúvidas dos seus clientes

Conheça as principais dúvidas sobre financiamento imobiliário e seja uma fonte de informação para os seus clientes

Os financiamentos imobiliários contemplam diversas regras que podem confundir não só a cabeça dos profissionais de imóveis, mas principalmente dos clientes que têm pouco ou quase nenhum contato com este tipo de assunto. Por isso, cabe ao corretor conhecer as principais dúvidas sobre financiamento para estar minado de informações e auxiliar os interessados em adquirir um novo imóvel. Confira:

 

1 – O que preciso para fazer um financiamento imobiliário?

 

Para fazer um financiamento imobiliário, os pré-requisitos dependem muito dos métodos escolhidos pelo potencial comprador. Se a negociação ocorrer diretamente com a construtora (caso de imóveis na planta ou em construção), o interessado deve entregar a documentação solicitada pela empresa.

 

Já se o empréstimo for feito por banco ou empresa financiadora, é preciso que o interessado tenha ficha limpa e uma renda que garanta o valor solicitado para o crédito. Nesse sentido, a regra é que o valor da prestação não ultrapasse 30% da renda líquida.

2 – Quais as condições de pagamento no financiamento imobiliário?

 

Quando o financiamento é por bancos, geralmente a cobrança do pagamento da primeira parcela é feita 30 dias após a assinatura do contrato. Existe a possibilidade de o interessado pagar o financiamento por débito automático ou utilizar o sistema de boletos emitidos pelo banco ou financiadora.

 

Alguns financiamentos também permitem o adiantamento das parcelas de pagamento (inclusive para quem desejar utilizar os recursos do FGTS). É preciso que o interessado se informe junto ao banco responsável.

 

3 – Como calcular os encargos e seguros no financiamento de imóveis?

 

Neste item, é essencial ressaltar que o valor dos encargos varia de um financiamento para outro, mas geralmente são calculados baseados em:

 

  • saldo devedor;
  • taxas de juros;
  • sistema de amortização;
  • prazo restante no contrato.

 

Para os casos de seguros de morte e invalidez e de danos físicos ao imóvel, os encargos são calculados com base em:

 

  • taxas da apólice sobre o valor do financiamento ao percentual de pactuação de renda dos compradores;
  • taxa sobre o valor de avaliação do imóvel;

 

4 – O que acontece com pagamentos em atraso do financiamento imobiliário?

 

Pagamentos que são efetuados fora do período estabelecido no financiamento podem acarretar multa, assim como a inclusão do contrato do comprador em cadastros restritivos de crédito, como o SPC e Serasa. Com base no tempo de atraso, os juros são calculados para o valor da multa.

 

Se o pagamento não for realizado, o interessado pode ter o imóvel leiloado pelo banco. Por isso, é essencial pontuar o que pode acontecer com seu cliente.

5 – Quais documentos são preciso para fazer o financiamento de imóveis?

 

Os documentos básicos exigidos (cópias e originais) são:

 

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de estado civil;
  • Comprovante de renda (pode ser por meio de holerite, declaração de Imposto de Renda ou extrato bancário).

 

Para pessoas que trabalham de maneira autônoma, é preciso:

 

  • Declaração de Imposto de Renda;
  • Declaração do sindicato da categoria;
  • Recibo de trabalhos prestados;
  • Declaração de recepção de rendimentos realizada por um contador;
  • Contrato de prestação de serviços.

 

Após análise da documentação, o banco realizará uma análise de cadastro para verificar a situação do nome do comprador no SPC ou Serasa. Se tudo estiver normalizado, o valor do crédito pode ser liberado (em tempo determinado pelo financiador).

 

Estas são algumas das perguntas mais comuns de quem tem interesse em realizar um financiamento imobiliário e cabe ao corretor de imóveis ser uma fonte de informação também sobre este tipo de assunto, para transmitir ainda mais credibilidade aos clientes.

 

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário para nós.

 

+ Faça seu cadastro no ZAP Pro e receba as novidades!

+ Com nova alta em maio, preço médio de locação residencial avança 1,90% em 2018

+ [Especial Conecta Imobi] – Google para negócios imobiliários

+ Importância do CRECI e como obtê-lo para atuar como corretor

+ Especial Conecta Imobi – Waze e o mercado imobiliário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *