Dicas para Corretor

Ficha de visita traz segurança para o corretor

Preencher os dados dos clientes é importante quando se mostra um imóvel, mas muitas pessoas se negam a assinar o documento

É muito comum um corretor de imóveis mostrar uma casa ou apartamento para um interessado e, pouco tempo depois, aquele cliente fechar negócio com outro imobiliária ou direto com o proprietário. Isso quer dizer que o corretor fica sem a comissão, mesmo com todo o trabalho e disposição que teve.

Uma das maneiras de tentar evitar esse ‘chapéu’ em um mercado tão concorrido, é fazer a ficha de visita. No papel, são colocados os dados e assinatura do cliente, do corretor e o endereço do imóvel visitado. Um documento simples, mas que vale até mesmo em uma eventual cobrança judicial da comissão, caso a pessoa, futuramente, compre o imóvel com outro.

ficha
Preencher os dados dos clientes é importante quando se mostra um imóvel, mas muitas pessoas se negam a assinar o documento (Foto: Shutterstock)

Esse direito está na legislação brasileira, segundo o texto que diz: “Se, por não haver prazo determinado, o dono do negócio dispensar o corretor, e o negócio se realizar posteriormente, como fruto da sua mediação, a corretagem lhe será devida; igual solução se adotará se o negócio se realizar após a decorrência do prazo contratual, mas por efeito dos trabalhos do corretor”.

Com experiência de 32 anos no setor, a corretora Maria Rosa Gomes Pacheco, da Gomes Pacheco Imóveis, em São Vicente (SP), aconselha aos colegas que façam a ficha de visita em todas as ocasiões. Ela sempre trabalhou com o documento.

“Inclusive, uma vez ganhei um caso na Justiça por ter a ficha de visita assinada por uma pessoa que foi ver o imóvel e depois fechou negócio direto com o proprietário. Então, para mim é importante, pena que a maioria hoje não faz isso. Tem cliente que não gosta, mas é gente que quer ludibriar os outros”.

O corretor Miguel Delonero, da Valor Imóveis, em São Paulo, confessa que ão costuma usar a ficha, mas sabe da importância dela. “É sempre uma segurança e você já fica com os dados dos clientes. Acho que cada cliente tem uma reação, mas se explicar, conversar com a pessoa, ela assina”.

Não assinam

Embora a ficha de visita pareça algo relativamente fácil, há cada vez mais resistência do cliente em assinar o papel. Por isso, o corretor deve ser transparente e explicar o motivo pelo qual aquele documento deve ser preenchido. Muitas vezes, a pessoa pode ficar insegura em passar seus dados.

A corretora Irene Judith Simões, da Atuante Imóveis, em Santos (SP), conta que usou muito a ficha de visita em suas três décadas de experiência, mas que nos últimos anos a restrição dos clientes aumentou. “Hoje em dia, se você pega uma ficha e pede para o cliente preencher, ele vira as costas em vai em outra imobiliária”.

Judith considera importante e diz que já acontece de mostrar um imóvel e o cliente fechar depois com um colega. “A minha dúvida é: como fazer para a pessoa assinar? Seria bom que todos aceitassem, mas o cliente já fica com o pé atrás. Hoje os clientes não gostam de muitas exigências”.

 + Gostou das dicas? Aproveite e deixe seu comentário!

+ Faça seu cadastro no ZAP Pro e receba as novidades!

+ Veja o que você precisa saber para vender um imóvel

+ Confira 25 dicas sobre a carreira de corretor de imóveis

+ Conheça a história do corretor de imóveis

+ Veja o que você precisa saber para vender um imóvel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *